O que te traz ao yoga?

Dizem que as pessoas encontram o yoga por 3 razões: dor, descuido ou por um chamado.

Eu fui pela dor. Não uma dor física nem uma dor causada por que algo ruim tinha acontecido. Era mais uma falta de que algo acontecesse, uma falta de sentido,

Eu acho que vc conhece essa dor. Ela não é lascinante nem aguda. É constante, como um inseto que não pára de zumbir no teu ouvido quando vc está exausto e só quer dormir. Você tenta cobrir as orelhas, abrir as janelas pra ver se ele se vai, tenta matar… mas o bichinho não se afasta e o inconveniente vira incômodo até que o incômodo vira angústia.

Tudo ia aparentemente muito bem: na família, no trabalho, na saúde… eu tinha tudo o que podia precisar mas algo que eu não compreendia o que era não estava no lugar certo. Tem várias explicações para essa sensação de incompletude, fala-se sobre isso na psicologia, na filosofia… eu diria que era minha alma avisando que queria outro caminho.

Eu precisava entender que mensagem era aquela que o inseto me trazia e precisava muito descansar. Então eu fiz algumas tentativas que, creio eu, funcionam para muitas pessoas: o espiritsimo, a filosofia, a psicologia, a alopatia…

Foi no yoga que encontrei uma vazão para esse desconforto dolorido e uma fonte de luz se abriu. Eu comecei a praticar com regularidade.

Por descuido, assim sendo levada meio sem querer, entrei no curso de formação de instrutores. Super introspectiva e reservada, com zero intenção de me tornar professora eu aceitei a proposta de ir pelo autoconhecimento. Quebrei muitos paradigmas, desapeguei de tantas coisas e fui pra Índia. Demorou um ano para que eu aceitasse que o desafio era maior e perceber o chamado. Lá longe, em outro continente, fora do meu mundo é que eu o ouvi.

Meu chamado é aprender e ensinar, jamais esquecerei essas palavras. Ainda sou introspectiva e dar aulas é, às vezes, ainda um desafio. Estudo, estudo, estudo pra honrar esse chamado e fazer bem feito o que minha alma pede que seja feito. Estou apenas no começo desse caminho e encontro muitos obstáculos mas quando você percebe o chamado não há como dizer não.

Para mim, a mudança de vida está sendo grande, o desafio maior ainda mas a recompensa é imensurável!

Imagem de Varun Raghav, no Unsplash.

Postagens Recentes